iPad já nasce ultrapassado: conheça o Sixthsense



Steve Jobs lançou o iPad hoje. Avaliando os videos, imagens e recursos, acho que foi um produto infeliz (un-happy, para não dizer un-Apple). Por quê? Bom, eu poderia simplesmente apresentar algumas das razões listadas pelo Adam Frucci, do Gizmodo:

Só roda um aplicativo de cada vez: nada de ser multitarefa.
Esqueça teleconferência: não tem câmera.
Teclado touch: ainda está longe de ser confortável.
Não tem saída HDMI/HD: esqueça o projetor multimídia ou o monitor de TV para assistir videos.
Não suporta flash. Imperdoável.
A necessidade de adaptadores até para entrada USB. Como podem ir contra um  padrão universal no Appleworld?

Mas vou além dos comentários (você pode ver depoimentos de applexonados e muita mordidos com  o lançamento da maçã pesquisando no Google ou no Meio Bit), porque eles não são a razão do post. O que me deixou decepcionado com o iPad foi a descoberta do Sixthsense, desenvolvido pelo Massachussets Institute of Technology - MIT, no post do Marcos Le Pera de hoje. Perto dele, o iPad da Apple virou um "iPodre" da "pinApple". Veja o video aqui. Detalhe: o video é de fevereiro de 2009. Como estará o projeto agora?

Que abacaxi: a equipe de Steve não tem Sixthsense...

O Sixthsense redefine interatividade: é como uma tecnologia touch sem a necessidade do touch, e a captura de movimento do Wii sem precisar do controle, usados para pesquisa em tempo real integrada a Internet projetada no mundo real!

Já imaginou que loucura seria se esse aparelho chegasse ao mercado? Informação em tempo real, pesquisa em tempo real, sobre produtos, locais históricos? Uma grande facilidade, uma verdadeira extensão da mente. E, como disse Pattie Maes, é possível que isso seja implantado em conexão direta com o cérebro um dia. O que restaria para o iPad? O pessoal da Mad TV tem uma sugestão, twittada pelo @mnegrini .

O lado negro

Já imaginou uma nuvem de tags rolando no seu peito para todo mundo ver enquanto você conversa com alguém? Você pensaria melhor sobre o que escreve, com certeza. Hoje isso não acontece, mas a tecnologia para isso já existe, como vimos no TED Talks. De outro lado, olha o que pode acontecer se você não tiver cuidado com o que publica aqui. Duvida que isso aconteça? Acompanhe o blog da Annie e veja esta apresentação no tópico sobre as novas pin-ups.

Seria mais ou menos assim, mas com um projetor no lugar do cartaz.
Com ou sem o Sixthsense, a verdade é que já somos rotulados, etiquetados ou "tagueados" de acordo com  o que produzimos. O que mudou com a Internet e com a sua difusão foi a escala, e com os smartphones, netbooks e iPads da vida, o acesso à informação.

Conclusão: não importa a tecnologia que esteja disponível hoje ou no futuro, mas a maneira como vamos nos comportar uns com os outros e, especialmente, qual será a nossa postura em relação a nós mesmos.
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "iPad já nasce ultrapassado: conheça o Sixthsense"

Postar um comentário

Deixe aqui o seu InSurto: